Valorizamos Profissionais
Desfrute de vantagens únicas Seja Associado

Jornal Online

Ano 2019
Mês Janeiro/Fevereiro
Sumário
 Alterações Fiscais em sede do OE 2019

 SNC-AP Lançamentos reflexos

 Produção florestal e o pequeno rendimento silvícola

 Exposição ao SEAF no âmbito do Novo Sistema de Faturação Eletrónica

 Curso de preparação para o exame de CC: inscrições a decorrer

 Director: Manuel Benavente Rodrigues

 Coordenação: Isabel Maria Cipriano

 Colaboração: Alexandra Varela, Paulo Nogueira Filho

 Periódico Técnico, fundado por Martim Noel Monteiro

 Propriedade e Edição: Associação Portuguesa de Técnicos de Contabilidade – APOTEC (Instituição de Utilidade Pública)

 NIF: 500 910 847

 Periocidade: Bimestral

 Redacção e Administração: Rua Manuel da Fonseca, 4 A - Park Orange – 1600-308 LISBOA

 Telefone: 213 552 900 / Fax: 213 552 909

 Site: www.apotec.pt / E-mail: jornalcontabilidade@apotec.pt

Editorial
Manuel Patuleia
Presidente


Tendo estado sempre atenta ao desenrolar da profissão de contabilista, a APOTEC tem sempre apoiado estes profissionais, através das inúmeras acções de formação, quer através do apoio técnico gratuito e também através dos muitos artigos e esclarecimentos publicados no Jornal de Contabilidade, agora em formato digital.
Nos últimos tempos a nossa preocupação face às exigências impostas aos contabilistas, quer pelos destinatários a quem prestam serviços, quer pelos poderes púbicos, tem provocado preocupações neste classe, que se confronta para se adaptar às novas exigências do recente sistema de faturação eletrónica e das demais obrigações a que se refere o Decreto-Lei 28/2019.
Desde as reformas fiscais dos anos sessenta e da normalização contabilística dos anos setenta, que a adaptação dos profissionais às novas instâncias foi uma constante até aos nossos dias. A fiscalidade bateu todos os recordes em matéria de novos conceitos, tendo sempre a classe dos contabilistas respondido afirmativamente não colocando entraves, outrossim estudando e frequentando formações que lhes proporcionaram saber para os novos desempenhos. A cada nova tarefa que recaía sobre os contabilistas, a resposta foi sempre de colaboração, profissionalismo e dedicação, sem a qual nenhuma reforma contabilística ou fiscal se teria efectuado. 
Entretanto a informática foi-se tornando essencial neste processo evolutivo e hoje é uma irreversível componente, que exigiu adaptação, conhecimentos e gastos financeiros, quer dos profissionais quer por parte das empresas. 
Como a mudança é constante, novos paradigmas surgem e na nossa profissão os contabilistas deverão ajustar-se aos novos conceitos, sobretudo aos informáticos. Os contabilistas estão no centro de todas as atenções, fornecem elementos a duas espécies de entidades: por um lado as empresas a quem prestam serviços e pelas quais são remunerados, e por outro lado as entidades públicas, como o INE, o Banco de Portugal, o Fisco, etc.
A ocupação dos contabilistas em matéria de tempo gasto é substancialmente maior para desenvolverem a componente fiscal do que a contabilística, não obstante a contabilidade devesse estar ao serviço da gestão, ajudando as empresas no seu desenvolvimento, transmitindo aos empresários a verdadeira situação patrimonial, num diálogo profícuo e colaborante. 
As exigências de ordem fiscal e parafiscal colocam uma pressão num calendário que raro é o dia em que não tem uma obrigação. 
Pensam alguns que a compensação desta azáfama em que vivem os contabilistas se traduz no aumento das avenças. Quem pensa assim desconhece totalmente o mercado e as relações com as entidades que ironicamente se posicionam numa vertente de “ainda pagamos a quem nos pede valores para serem pagos os impostos”. Sem demagogia diremos que o nosso país ainda não tem uma cultura do imposto! Será que um dia a terá?
Neste ano assinalam-se 42 anos desta Associação. Parabéns aos Associados que assim continuam a acreditar e a valorizar o livre associativismo. A APOTEC confia no bom senso dos poderes públicos e continuará a apoiar os contabilistas!

Rubricas